Rodrigo Caetano defendeu o trabalho dos preparadores de goleiro do Flamengo